Avaliação de fatores de risco organizacionais que podem influenciar no desenvolvimento de distúrbios osteomusculares relacionados ao trabalho em profissionais de saúde

  • Caroline Orlandi Brilinger Instituto Federal de Santa Catarina - IFSC
  • Eduardo Concepción Batiz
  • Antonio José dos Santos

Resumo

A organização do trabalho compreende a interação parcialmente formalizável entre aspectos como repetição de tarefas, comunicação, cooperação, rotinas, normas de produção, e de gestão de pessoas. Sofre influência das transformações dos processos produtivos e de gestão. Com objetivo de avaliar fatores de risco organizacionais que podem influenciar no desenvolvimento de lesões musculoesqueléticas em profissionais de saúde, esta pesquisa buscou identificar fatores de risco organizacionais aos quais estão expostos os profissionais de saúde; verificar a percepção destes profissionais em relação aos riscos organizacionais aos quais estão expostos e a existência de DORT. A pesquisa tipo survey com 38 fisioterapeutas de cinco hospitais da região sul do Brasil foi organizada em seis fases: verificação do perfil da instituição hospitalar, verificação do perfil dos trabalhadores, avaliação dos riscos organizacionais, avaliação das lesões musculoesqueléticas, análise e relatório de riscos organizacionais. A amostra caracterizou-se por ter faixa etária de 31-40 anos, tempo de atuação em hospitais de até 10 anos e 100% de queixa musculoesquelética nos últimos 12 meses. A pesquisa confirmou sobre a diversidade organizacional dos serviços de fisioterapia em hospitais e desperta para a imprescindibilidade da adoção de medidas ergonômicas, especialmente voltados para a organização das escalas de trabalho, a realização de pausas, a adequação das condições de trabalho, a disponibilidade de materiais e equipamentos, os treinamentos com foco na segurança e nos trabalhadores novos, a disponibilidade de materiais e equipamentos, o retorno às sugestões de melhoria, o feedback positivo e apoio aos profissionais com necessidades especiais permanentes ou temporárias.

Publicado
21-10-2019
Como Citar
Brilinger, C., Batiz, E., & dos Santos, A. J. (2019). Avaliação de fatores de risco organizacionais que podem influenciar no desenvolvimento de distúrbios osteomusculares relacionados ao trabalho em profissionais de saúde. Produção Em Foco, 9(1), 135-157. https://doi.org/10.14521/P2237-5163.2019.0018.0006

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##