O Impacto da Implementação da Manufatura Enxuta nos Indicadores Financeiros de uma Indústria Fordista: um estudo de caso

  • Marcel Matsuzaki da Silva Universidade Federal do Paraná
  • Sidarta Ruthes de Lima Sistema Federação das Indústrias do Estado do Paraná
  • Izabel Cristina Zattar Universidade Federal do Paraná
  • Marcelo Gechele Cleto Universidade Federal do Paraná
Palavras-chave: Manufatura Enxuta, Indicadores Financeiros, Desempenho Financeiro

Resumo

A Manufatura de Enxuta (ME) mostra-se superior quanto ao desempenho operacional comparado ao convencional modelo Fordista de produção e, consequentemente, no desempenho financeiro. Algumas pesquisas demonstram que a correlação entre a ME e o desempenho financeiro é de fato positiva. Nesse contexto, uma questão pertinente é qual o impacto da implementação da ME no desempenho financeiro de uma indústria fordista. Mas, segundo Hoji (2009), a análise do desempenho financeiro, realizada através de indicadores financeiros, pode variar entre diferentes analistas. Portanto, o objetivo desse trabalho é verificar o impacto da implantação da ME nos indicadores financeiros de uma indústria Fordista através de um estudo de caso. Dessa forma, mantêm-se a imparcialidade da pesquisa, deixando ao leitor a responsabilidade pela análise do desempenho financeiro. Para avaliação do nível de implementação da ME, utilizou-se as normas SAE J4000 e J4001 que determinaram o nível em 65,47%. Percebeu-se que, em pouco mais de um ano, implementação da ME impactou positivamente indicadores financeiros relacionados à liquidez, atividade e lucratividade.
Publicado
23-03-2016
Como Citar
da Silva, M., de Lima, S., Zattar, I., & Cleto, M. (2016). O Impacto da Implementação da Manufatura Enxuta nos Indicadores Financeiros de uma Indústria Fordista: um estudo de caso. Produção Em Foco, 6(1). Recuperado de http://producaoemfoco.org/producaoemfoco/article/view/245
Seção
Artigos

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##