Aprendizagem em projetos: a influência dos princípios mecanicistas no processo desenvolvimento de produtos

  • André Hideto Futami SOCIESC
  • Luiz Oliveira Dalla Valentina SOCIESC/UDESC
  • Osmar Possamai UFSC
  • Gabriela R. Witeck UDESC
Palavras-chave: Aprendizagem, Burocracia mecânica, Desenvolvimento de produtos, Projeto

Resumo

Este artigo apresenta as relações entre a aprendizagem e os princípios mecanicistas e expõe uma lacuna metodológica nos modelos de processo de desenvolvimento de produtos existentes. Para tanto, foi realizada uma pesquisa qualitativa de modo a evidenciar a relação entre o mundo real e a teoria. Vários pesquisadores tem postulado que a capacidade organizacional de introduzir melhorias sustenta-se pela capacidade de aprender com a própria experiência. Nesse sentido, “aprender com a experiência” significa, além de melhorar os produtos diretamente, aperfeiçoar o próprio processo de desenvolvimento. Nesse contexto, os projetos devem ser vistos como uma fonte permanente de aprendizado nas organizações. No entanto, a relação sistêmica entre os modelos de desenvolvimento de produtos e as organizações mecanicistas, tem servido ao propósito de reforçar o seu ponto forte, a eficiência técnica e o controle operacional, relegando para o segundo plano outros processos como, por exemplo, a aprendizagem. Dessa forma, aprender com os diferentes projetos requer o desenvolvimento de uma nova abordagem metodológica orientada à aprendizagem.

Biografia do Autor

Luiz Oliveira Dalla Valentina, SOCIESC/UDESC
Publicado
30-09-2011
Como Citar
Futami, A., Dalla Valentina, L., Possamai, O., & Witeck, G. (2011). Aprendizagem em projetos: a influência dos princípios mecanicistas no processo desenvolvimento de produtos. Produção Em Foco, 1(1). https://doi.org/10.14521/P2237-5163.2011.0001.0002
Seção
Artigos